sábado, 28 de maio de 2011

Porque não te mostras


Chegaste com o vento
Cavalgas como um selvagem
Como um indomável na praia
As flores e o canto dos pássaros
ficam na mente.

O mundo te quer ver.

Teus olhos desenharam o sol das manhãs
E a luz do sol, transforma o mar em um campo verde
O verde é a tua fonte de energia.

A tarde são os teus passos mornos na areia
A noite é teu olhar sobre o mar
É a lua tornar-se cheia
É a ilusão escondida

Texto escrito por mim, editado de um outro de Jacineide Travassos (''Então nasceram os astros'')

Sem comentários:

Enviar um comentário