quarta-feira, 20 de julho de 2011

História de um animal abandonado

Todos os dias da minha vida, foram feitos para eu ficar amarrado a uma corda grossa e comprida.

Ninguém tem a coragem, que na verdade, nem é preciso ter coragem! É preciso ter coração para vir ter comigo ajudar-me. Nunca tive uma única companhia na minha vida.

O que é o abrigo que tanta gente tem?
O que é o amor que tanta gente fala?
O que é a amizade?
O que é um DONO?
Não sei, não sei!
Adoraria apresentar-vos quem sou mas, infelizmente, não tenho nome e só posso dizer que sou um cavalo desesperado que tem falta de tudo!

Nasci neste lugar e cá continuo a minha vida... Num campo muito enorme! Mas a corda não me permite passear. Não é só: este é um terreno abandonado, seco, sem manutenção, cheio de entulho! A erva não cresce muito e transforma-se em palha. Parece um labirinto sem saída, no qual, não tenho possibilidades para matar a minha sede em dias de muito calor. Não tenho direito a sombra nestes dias tão calorosos.

Vejo os carros que passam do tamanho de formigas. Tão rápidos quanto o meu galope.

Algumas das pessoas param de caminhar com as sacas carregadas de comida para olhar para um ser destroçado sem saber que fazer há sua vida.

Outras, usam-me como tiro ao alvo e é assim que estou com uma pata ferida! Ao fim, fogem e desatam-se a rir das suas pontarias. Pedradas que me espetaram no corpo que deixam-me cheio de dores.

Apesar disso, existe gente bondosa que me querem ajudar. Tentam aproximar-se de mim, porém afastam-se e a luz das oportunidades apaga-se. As pessoas não querem um cavalo mal tratado e abandonado!

Os meus ossos estão há vista de todos...o meu pêlo é comparado com palha... os meus cascos estão cada vez mais feios, quebradiços e fracos.

Fico com inveja, ao ver como existem cavalos que têm mais direitos que deveres! Que têm sempre, mais que um admirador. Pêlo brilhante como as estrelas do céu, que tanto olho todas as noites para que um milagre caia do céu, e vivo, como as flores dum jardim...
Não entendo como há gente que se ''mata'' para ganhar concursos... se está aqui um animal que se ''MATA'' para sobreviver! Tenho a certeza que se cuidassem de mim, ganhavam muito mais que um animal feliz e bonito... ganhavam uma nova e fiel AMIZADE! Contudo, isso não acontecerá!

Só quero que esta dor que me incomoda desde muito jovem, acabe! Sou um ''coitadinho'' pronto para partir de vez. Quanto mais tenho de suportar?
Mensagem: Se vires um cavalo como este, abandonado,

NUNCA o deixes de lado!


Espero que tenham gostado, tive muito prazer em escrever um texto como este (fui eu mesma que o inventei), porque existem por aí, muitos cavalos como este que relata a história. Nunca devemos deixá-lo sozinho! Ele quer e precisa de ajuda. Comentem, por favor!

2 comentários:

  1. Gostei mt especialmente por ter sido feito por ti! É triste mas passa a mensagem. Beijos Tavares

    ResponderEliminar
  2. Adorei e fiquei impressionada e gostaria de saber se voce me permite colocar este texto em meu blog! Obviamente, colocaria que foi tu q fez e colocaria o endereco de teu blog para que todos acessem!

    OBRIGADO,
    Kika - I LOVE HORSES

    ResponderEliminar