segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

2013 e 2º aniversário do blogue



Que o ano novo que se aproxima não seja como o outono da vida onde as folhas caem deixando as memórias escuras e as alegres, mas que seja a primavera da vida que produz frutos e dos frutos sementes onde podem ser plantadas a cada dia e ser colhidas a cada amanhecer.
Desejo a todos os amantes de cavalos, com toda a minha sinceridade, uma Excelente passagem de ano e a todos que festejem o 2º ANIVERSÁRIO DO BLOG!!
Agradeço-vos imenso a vossa disponibilidade e honestidade, por terem visitado e fazer dele um blogue com grande futuro. Que a vossa admiração nunca termine!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Feliz Natal

Olá leitores do Blog!
O Natal significa ''Uma nova vida'' pois comemoramos o nascimento do Homem que alterou a maneira de observar o mundo. Que todo o mal que esteja dentro de nós, seja expulsado cá para fora neste dia tão importante, e que o nosso espírito natalício e a esperança estejam presentes todos os dias convosco.


Os cavalos desejo-vos um Natal mágico, repleto de emoção, amor, paz, felicidade e saúde. 

sábado, 22 de dezembro de 2012

Como são os cavalos em todo o mundo?


  • Birmânia 
Os cavalos na Birmânia são obviamente usados ​​mais para negócios do que para prazer. 
Burmese FlagO pónei Birmanês é uma raça local para a área. Esta raça é semelhante com os póneis Bhutia, Spiti e Manipuri que coletivamente carregam sangue árabe e mongol e muito utilizada para transporte e carga.
Devido à falta de práticas de reprodução rigorosas, é difícil a distinção entre os póneis.
Cavalo em Myanmar é


sábado, 8 de dezembro de 2012

Imagem do mês



O amor de uma pessoa pelos cavalos nasce com ela. O amor do cavalo pelas pessoas tem que ser conquistado.
Claudia Leschonski

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Raças (Dülmener)

 Os ''cavalos selvagens'' de Dülmen (altura: 130 a 140 cm) são os últimos cavalos, na Alemanha, a viverem em plena liberdade. Do ponto de vista zoológico, não são verdadeiros ''cavalos selvagens'', mas antes ''cavalos que se tornaram selvagens''; no entanto, mantêm a pelagem rato-parda típica dos cavalos selvagens e a lista de mulo. Já num documento de 1316 se mencionava a existência dos Dülmeners.

Antigamente, o senhor feudal de Merfeld reservava para si, além dos direitos sobre a pesca e a caça, o direito sobre os ''cavalos selvagens''. Em posteriores partilhas territoriais, os cavalos são sempre mencionados. Ao longo dos séculos, foi frequentemente introduzido sangue híbrido de garanhões selvagens de raças semelhantes, tais como a dos Koniks, a dos póneis Exmoor, a dos cavalos Hutsul e a dos cavalos dos Pirenéus.

Em Merfeld Bruch, cerca de 300 cavalos vivem, hoje, em liberdade, sem serem alimentados pelo homem, num território de 350 ha (hectares), com extensas florestas e charnecas, a oeste da cidade de Dülmen. Somente no Inverno são alimentados com feno colocado em majedouras construídas para o efeito. Não existem cavalariças para estes animais e, por essa razão, no Inverno procuram abrigo nas florestas.

Uma atração turística de Dülmen é a ''captura de cavalos selvagens'', organizada anualmente. Desde 1907 que existe a tradição de apanhar garanhões de um ano de idade no último sábado de Maio para serem leiloados. As éguas, pelo contrário, nascem e morrem em Merfeld Bruch.

O Dülmener é um cavalo de lazer humilde, inteligente e longevo, especialmente apreciado por crianças e jovens, e que se destaca ainda como cavalo de atrelagem.

 

A nobreza do cavalo


Fortes e corajosos,
Destemidos e maravilhosos,
Exuberantes e queridos,
Deslumbrantes e coloridos,
Força, beleza e destreza,
São eles da natureza.

De belas pelagens,
De bonitas imagens,
De encanto delicado,
De olhar incomparável,
E de carinho adorável.

Beleza excepcional,
Força descomunal,
Coração gigante,
Inteligência brilhante.

Maravilhosos,
Corajosos,
Fiéis, obedientes.
Belos e singelos,
Lindos num gesto
De amor.  

Imagem do mês


Homem fica ferido após atropelar cavalos em estrada de Taquaritinga

Vítima foi levada para o hospital com fratura no braço e passou por cirurgia.
Animais morreram no local, mas proprietário não foi localizado pela polícia.

Um homem ficou ferido depois de atropelar dois cavalos na noite de quinta-feira (15) na estrada vicinal Adail Nunes da Silva em Taquaritinga (SP). Evandro Vitor Thomeu, de 31 anos, foi levado para a Santa Casa da cidade com fratura no braço e passou por uma cirurgia. Os animais morreram no local.
A namorada do motorista, Tatiane Aparecida Fernandes, de 28 anos, também estava no veículo e não ficou ferida. Ela contou que os cavalos surgiram repentinamente na pista e o rapaz não conseguiu evitar o acidente. “Ele dirigia em baixa velocidade, por volta de 40 km por hora, mas os cavalos estavam soltos e surgiram do nada. Isso é um absurdo”, disse.
Tatiane afirmou que o carro ficou totalmente destruído após a colisão. “Ele bateu em um cavalo, perdeu o controle do carro e acertou outro cavalo depois. O seguro deu perda total no carro."
Thomeu continua internado na Santa Casa, mas não corre risco de morte. Segundo informações da Polícia Civil, há muitas fazendas na região onde o acidente aconteceu, mas o proprietário dos animais não foi localizado.

 Fonte de Pesquisa

O cavalo mais caro


Não tem origens especiais nem tão pouco um nome, mas pela sua aptidão na pista de corridas demonstrou no Hipódromo Calder, em Miami E.U.A. a uma velocidade impressionante. "É um recorde mundial, para qualquer cavalo em qualquer lugar" afirmou o porta-voz do Hipódromo Calder, Michele Blanco. 
O preço mais elevado pago anteriormente por um cavalo de corridas foi de 13,1 milhões de dólares por Seattle Dancer em 1985, um meio-irmão do vencedor da Triple Crown de 1997 em Seattle Slew.
Blanco comentou que o poldro multimilionário foi vendido por 425 mil dólares o ano passado e não se esperava que alcançasse agora este valor no leilão anual organizado pela Fasig-Tipton.
 
O poldro de dois anos, com um pedigree modesto em termos gerais (Forestry-Magical Masquerade), vai permanecer nos Estados Unidos e provavelmente participar no Derby em 2007.  
Foram transaccionados cerca de 154 cavalos por 62 mil doláres. O preço médio alcançado neste leilão foi de 200 mil dólares.

Fonte de Pesquisa

domingo, 4 de novembro de 2012

Mais trabalhos

A nossa amiga Alessandra, seguidora do Amantes de Cavalos voltou a enviar mais trabalhos seus que tem realizado ultimamente. 


Faz pinturas através de fotografias tanto em papel como em tecido


Peço desculpa a demora da divulgação dos trabalhos. Não foi por falta de tempo mas sim apenas para não repetir consecutivamente as mesmas publicações. Muito obrigada eu por participar no Blog.

sábado, 3 de novembro de 2012

Cavalo pintor ‘vende’ quadros por 1900€


'Justin' é comparado a Jackson Pollock. O cavalo que pinta já fez a sua primeira exposição este mês. Na cidade de Columbus, no estado de Indiana, nos EUA, ‘Justin’ tem chamado a atenção. Em vez de saltar obstáculos ou galopar, o cavalo ‘Justin’ é pintor. Alguns dos seus quadros chegam a ser vendidas por 1900€.

A dona do cavalo pintor percebeu os dotes do animal quando viu desenhos no chão feitos por ‘Justin’ com um chicote. Depois colocou um pincel e tinta à disposição de ‘Justin’ e, desde então, o animal nunca mais parou de pintar. O cavalo até consegue assinar os quadros, ao colocar a ferradura em cima das telas.



sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Crueldade extrema para os cavalos do Mercado San Bernabe (imagens assustadoras)



O Mercado de San Bernabe em Almoluya de Juárez, no México é um mercado ilegal, onde cavalos, burros e mulas são abatidos por não terem sido vendidos em leilões ou por serem cavalos de corrida aposentados. A maioria deles vem da América e Canadá, e passam várias horas em transportes horríveis, sem água ou comida, às vezes sem ter qualquer oportunidade de respirar. Muitos deles morrem antes de chegar ao destino. Os antigos donos acreditam que venderam os seus animais para um lugar bom, mas que na verdade é um pesadelo para estes animais.


 Quanto mais tempo os animais vivem, mas a carne vale, para que façam de tudo para mantê-los vivos mesmo sofrendo imenso de dores que nem aguentam em pé. 
O governo tem o poder de fiscalizar e acabar com isto, mas estão a agir lentamente, embora que o mercado seja ilegal e que já exista há mais de 60 anos!



segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Artista plástico cria esculturas de animais a partir de materiais reclicláveis


Pneus velhos, parafusos, correntes de motos e os mais variados objetos são utilizados nas esculturas de bois, aves e cavalos.
Aqui fica o vídeo

Artista cria escultura de cavalo com 18 mil teclas de computador


Estátua remete ao famoso Cavalo de Tróia.
Artista critica a obsessão das pessoas pelo mundo tecnológico.


Um artista alemão criou uma escultura de cavalo com mais de 18 mil botões de teclado reciclados, além de cabos de computador e resina reciclada. O modelo representa o famoso “Cavalo de Tróia”, usado pelo gregos para invadir a cidade Tróia.

Escultura foi montada com 18 mil teclas de computador recicladas.
De acordo com o jornal “Daily Mail”, Babis Pangiotidis, autor da obra, diz que a peça é uma "forma de criticar a maneira como a web infectou nossas vidas", e "condenar nossa obsessão com o mundo tecnológico", já que o termo também é utilizado para designar uma espécie de vírus de computador, que finge ser um programa mas, na verdade, rouba os dados do usuário.

No site do artista há outras fotos da obra, além de mais informações (em alemão).


Artista afirma que obra critica a maneira como a web infectou nossas vidas.


sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Raças (Pónei de Sela Alemão)

Este equino (altura: 138 a 148 cm) deve a sua existência ao contributo de inúmeras raças de póneis. Em comparação com a Inglaterra e os Estados Unidos, países onde os póneis de sela são desde há muito apreciados, só há praticamente 30 anos é que estes espécimes começaram a ser criados na Europa continental. Para combinar a estatura e as boas qualidades características dos póneis com um exterior mais nobre e mais elegante e simultaneamente obter um cavalo de desporto versátil para os jovens, procedeu-se ao cruzamento de póneis com cavalos grandes.

Hoje, existe realmente um objetivo de criar uma raça uniforme, mas cada região opta por uma das ''misturas'' possíveis, de forma que o aspeto exterior permanece ainda muito heterogéneo. De entre as raças antigas e robustas das quais descende a maioria dos Póneis de Sela Alemão constam os póneis Galês, New Forest ou Connemara (Ver raça). Para fins de melhoramento da raça, são utilizados sobretudo os Puros-Sangues Árabes e Anglo-Árabes (Ver raça) e, esporadicamente, os sangues-quentes (como, por exemplo, o Trakehner).

As raças não permitidas são o Haflinger, o Islandês, o Fjord e o pónei Shetland. O pónei de Sela Alemão é uma excelente montada para crianças e ideal como cavalo de desporto e de torneio equestre para jovens. É um animal despretensioso, de caráter bondoso, prestável, trabalhador, corajoso e de temperamento equilibrado. Este ''nobre pónei'' presta-se igualmente à modalidade de saltos e à dressage ou ao desporto com atrelados e possui um passo longo, amplo, como o dos cavalos grandes. Na Alemanha, tornou-se, entretanto, na sua segunda raça de póneis preferida, a seguir ao Haflinger. 

Imagem do Mês

Abate de cavalos atinge valor recorde em Espanha

(São abatidos 165 cavalos por dia em Espanha)

A crise económica está a levar a um aumento significativo do abate de cavalos em Espanha com uma média de cinco mil por dia nos primeiros quatro meses do ano, tendo-se registado em 2011 quase 49 mil mortes.

Dados do Ministério da Agricultura, Alimentação e Ambiente espanhol referem que em 2011 se registaram 48821 abates de cavalos, mais 60% que no ano anterior, ou uma média de 133 por dia.

Os elevados custos de manutenção dos cavalos, que podem ascender a milhares de euros por mês, estão a levar muitas famílias a abandoná-los numa altura em que o mercado de compradores se reduziu significativamente.

Nos primeiros quatro meses deste ano, a tendência manteve-se com um crescimento de 31,07% no número de abates face a igual período de 2011.
Mensalmente, são sacrificados em Espanha cerca de cinco mil cavalos, ou 165 por dia, segundo os dados mais recentes.

Alguns centros de abate estão a receber tantos pedidos que acumulam listas de espera de vários meses.
Entre os abatidos, estão cavalos jovens de Pura Raça Espanhola, incluindo alguns com registos em livros genealógicos.
O consumo de carne de cavalo em Espanha é escasso, pelo que os animais abatidos se destinam a produção de produtos para mascotes ou exportados para países onde há maior consumo, como França, Itália, Bélgica e Grécia.
Em muitos casos os animais são simplesmente abandonados, com as autoridades em várias regiões a documentarem um crescimento de casos de cavalos encontrados a vaguear pelos campos.


domingo, 9 de setembro de 2012

Sobre a competição...


Pior do que nunca! Fui eliminada.
Desiludi toda a gente.

Raças (Pónei Dartmoor)

São originários da região selvagem de Dartmoor, no Sudoeste de Inglaterra, com quase 600 km2 de pauis, charnecas e formações graníticas, onde a chuva ''cai a direito'', vinda do Atlântico ou do Canal da Mancha. Com estatuto de parque nacional desde 1951, a região de Highmoor é, ainda hoje, servida apenas por duas estradas. Tal como nos séculos anteriores, esta região selvagem continua a ser, acima de tudo, o território dos rebanhos e dos póneis que ainda vivem em manadas selvagens ou semi-selvagens.
Esta região foi sempre o seu último reduto, onde os pequenos e tenazes cavalos conseguiram escapar à ordem do rei Henrique VIII decretando o extermínio de todas as raças cavalares com menos de 142,2 cm de altura.

Posteriormente, a estatura pequena dos póneis Dartmoor (altura: 116 a 127 cm) passou a ser apreciada. Com a finalidade de se obter cavalos pequenos que pudessem circular pelas estreitas galerias mineiras, estes póneis foram, há cerca de 100 anos, cruzados com garanhõs Shetland que eram simplesmente deixados à solta em Dartmoor. Devido á predominância de um tipo muito heterogéneo no dealbar do século XX, foi só em 1899 que se estabeleceu padrão e um livro genealógico. Em 1961, foi elaborado um rigoroso registo de estalão.

Mansos e equilibrados, são ótimos póneis para crianças, rápidos e perseverantes, e também podem ser utilizados em torneios equestres.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Mais uma


Amanhã será um grande dia! Estou inscrita para saltar noutra prova no lugar onde saltei na última vez. As provas de saltos todo o dia, mas a que vou participar é logo pela manhã. Até neste momento estou nervosa! Desta vez era para saltar a 80 cm mas como houve alguns problemas, eu não estava 100% preparada.
Espero que tudo corra da perfeição porque senão ainda vou morrer com alguma doença derivada ao nervosismo.

Imagem do mês

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

A mais pura e tenebrosa realidade

 

O cavalo pode valer uma fortuna de dinheiro, pode ser habilidoso nas corridas mas quando este se magoa a sério o destino é o mesmo que está apresentado na imagem. É horrível!

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Tranças para cavalos (parte 2)

Pompons


A trança é o principal meio de manter a crina e a cauda do cavalo bem conservadas e protegidas do meio externo, dando um toque especial ao cavalo. Além da questão estética, as tranças oferecem outras vantagens, como por exemplo, às mão do cavaleiro, que pode manusear as rédeas sem preocupação.
Devemos sempre estar atentos quanto à limpeza e a tosquia da crina e do rabo, para que assim, possam crescer mais fortes e saudáveis.

      1. Tenha em mãos uma toalha, elásticos especiais para trançar a crina, uma escova, e um pulverizador com água.   
     2.  Separe uma mecha e utilize a toalha para separá-la do restante da crina. Os pompons devem sempre de ter mesma grossura.   
     3.  Faça uma trança básica. 
     4. Terminada a trança, dobre-a ao meio juntando a ponta com a raiz, e dobre-a novamente.
 
     5. Prenda-a com o elástico até que a trança esteja bem firme.
     6. Repita o processo aproximadamente 20 vezes.