segunda-feira, 20 de agosto de 2012

As características das corridas de cavalos

As corridas de cavalos são provas de velocidade que se realizam entre dois ou mais cavalos. As corridas de cavalos são uma dos desportos mais antigos e populares que se conhece e é das mais organizadas e comercializados. Nas olimpíadas da Greciae na antiga Roma desfrutava-se deste desporto, apesar de ser corridas de carruagens puxados por cavalos. Estas corridas contam principalmente com cavalos de puro-sangue.
Após diversos estudos, concluiu-se que todos os cavalos de puro-sangue atuais descendem de três garanhões principais: Byerly Turk, Darley Arabian e Godolphin Barb, que foram importados da Grã-Bretanha e posteriormente cruzados com éguas Inglesas fortes. Assim obteve-se a velocidade, força e resistência que caracterizam esta raça e a faz apta para as competições de corrida. Nos dias de hoje, existem vários tipos de corridas: corridas normais, corridas com obstáculos, corridas à vez, corridas de trote e corridas aos pares.



A indústria das corridas de cavalos move muito dinheiro por todo o mundo. Neste mundo intervêm os donos dos cavalos, o treinador e o cavaleiro ou jockey. A harmonia entre cavaleiro e cavalo é primordial para o bom desenvolvimento da corrida. A grande maioria dos cavaleiros é de porte pequeno, com cerca de 48 a 50 kg e com 150 cm de altura. A condição física do jockey é tão importante como a do próprio cavalo. Para igualar as competições atribui-se uma desvantagem a cada animal. É um peso que é calculado pela sua idade, sexo, experiencia do cavaleiro, etc. 
Assim, colocam-se barras de chumbos pequenas na sela do cavalo para compensar a diferença de peso subscrita e a real. Cada país tem competições e um calendário com as diferentes corridas. As corridas de cavalos são controlados por juízes e câmaras que capturam toda a corrida.
 

 Fonte de Pesquisa

Sem comentários:

Enviar um comentário