domingo, 5 de agosto de 2012

Cavalo é resgatado no mar da Califórnia a 4,8 km da praia

Um cavalo árabe puro sangue foi apanhado a no meio do mar pela guarda costeira da Califórnia
  O animal, chamado William, andava a participar num ensaio fotográfico na praia, na cidade de Carpinteria, mas assustou-se e nadou quilómetros mar adentro, onde ficou cerca de três horas na água. 
''Eu faço parte duma terceira geração de criadores de cavalos e nunca vi algo assim. Eu já vi alguns cavalos fazerem coisas doidas, mas nada assim antes'' - disse a dona Mindy Peters, na entrevista ao “Mail Online”.
Segundo ela, havia cerca de 20 fotógrafos na praia. A intenção era fazer as fotos no pôr-do-sol, por volta das 17H30.
''William assustou-se com uma onda grande que bateu, e entrou em pânico. Ele corria tanto para cima como para baixo e as pessoas tentavam agarrá-lo, mas ele foi em direção ao mar''- contou ela.
Mindy não estava na praia quando William entrou na água. Acabou por descobrir no meio de uma ligação da assistente.
''Ela disse que o cavalo morreria; Que ele estava a nadar no oceano para mais longe, e eles nem podiam vê-lo mais. Eu disse para ela ligar para a emergência. Aí eu encostei o carro e comecei a chorar. Fiquei a imaginar William lá, assustado pela vida dele, no oceano escuro''- revelou ela.
A equipa de resgate encontrou o animal a 4,8 quilómetros de distância da praia. Ele foi achado graças ao funcionário de uma plataforma de petróleo. O homem disse que viu o cavalo na água, e achou que fosse uma gaivota a flutuar.
A guarda costeira envolveu o corpo de William com coletes salva-vidas para que ele flutuasse, e o carregou ao lado da embarcação até a praia.
''Acho que ele sabia que os bombeiros estavam tentando ajudá-lo. Ele estava calmo. Ou talvez estivesse apenas exausto'' cogitou Mindy.
O animal teve hipotermia e tinha água nos pulmões, mas anda a recuperar bem do incidente. 

Sem comentários:

Enviar um comentário