sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Raças (Dülmener)

 Os ''cavalos selvagens'' de Dülmen (altura: 130 a 140 cm) são os últimos cavalos, na Alemanha, a viverem em plena liberdade. Do ponto de vista zoológico, não são verdadeiros ''cavalos selvagens'', mas antes ''cavalos que se tornaram selvagens''; no entanto, mantêm a pelagem rato-parda típica dos cavalos selvagens e a lista de mulo. Já num documento de 1316 se mencionava a existência dos Dülmeners.

Antigamente, o senhor feudal de Merfeld reservava para si, além dos direitos sobre a pesca e a caça, o direito sobre os ''cavalos selvagens''. Em posteriores partilhas territoriais, os cavalos são sempre mencionados. Ao longo dos séculos, foi frequentemente introduzido sangue híbrido de garanhões selvagens de raças semelhantes, tais como a dos Koniks, a dos póneis Exmoor, a dos cavalos Hutsul e a dos cavalos dos Pirenéus.

Em Merfeld Bruch, cerca de 300 cavalos vivem, hoje, em liberdade, sem serem alimentados pelo homem, num território de 350 ha (hectares), com extensas florestas e charnecas, a oeste da cidade de Dülmen. Somente no Inverno são alimentados com feno colocado em majedouras construídas para o efeito. Não existem cavalariças para estes animais e, por essa razão, no Inverno procuram abrigo nas florestas.

Uma atração turística de Dülmen é a ''captura de cavalos selvagens'', organizada anualmente. Desde 1907 que existe a tradição de apanhar garanhões de um ano de idade no último sábado de Maio para serem leiloados. As éguas, pelo contrário, nascem e morrem em Merfeld Bruch.

O Dülmener é um cavalo de lazer humilde, inteligente e longevo, especialmente apreciado por crianças e jovens, e que se destaca ainda como cavalo de atrelagem.

 

A nobreza do cavalo


Fortes e corajosos,
Destemidos e maravilhosos,
Exuberantes e queridos,
Deslumbrantes e coloridos,
Força, beleza e destreza,
São eles da natureza.

De belas pelagens,
De bonitas imagens,
De encanto delicado,
De olhar incomparável,
E de carinho adorável.

Beleza excepcional,
Força descomunal,
Coração gigante,
Inteligência brilhante.

Maravilhosos,
Corajosos,
Fiéis, obedientes.
Belos e singelos,
Lindos num gesto
De amor.  

Imagem do mês


Homem fica ferido após atropelar cavalos em estrada de Taquaritinga

Vítima foi levada para o hospital com fratura no braço e passou por cirurgia.
Animais morreram no local, mas proprietário não foi localizado pela polícia.

Um homem ficou ferido depois de atropelar dois cavalos na noite de quinta-feira (15) na estrada vicinal Adail Nunes da Silva em Taquaritinga (SP). Evandro Vitor Thomeu, de 31 anos, foi levado para a Santa Casa da cidade com fratura no braço e passou por uma cirurgia. Os animais morreram no local.
A namorada do motorista, Tatiane Aparecida Fernandes, de 28 anos, também estava no veículo e não ficou ferida. Ela contou que os cavalos surgiram repentinamente na pista e o rapaz não conseguiu evitar o acidente. “Ele dirigia em baixa velocidade, por volta de 40 km por hora, mas os cavalos estavam soltos e surgiram do nada. Isso é um absurdo”, disse.
Tatiane afirmou que o carro ficou totalmente destruído após a colisão. “Ele bateu em um cavalo, perdeu o controle do carro e acertou outro cavalo depois. O seguro deu perda total no carro."
Thomeu continua internado na Santa Casa, mas não corre risco de morte. Segundo informações da Polícia Civil, há muitas fazendas na região onde o acidente aconteceu, mas o proprietário dos animais não foi localizado.

 Fonte de Pesquisa

O cavalo mais caro


Não tem origens especiais nem tão pouco um nome, mas pela sua aptidão na pista de corridas demonstrou no Hipódromo Calder, em Miami E.U.A. a uma velocidade impressionante. "É um recorde mundial, para qualquer cavalo em qualquer lugar" afirmou o porta-voz do Hipódromo Calder, Michele Blanco. 
O preço mais elevado pago anteriormente por um cavalo de corridas foi de 13,1 milhões de dólares por Seattle Dancer em 1985, um meio-irmão do vencedor da Triple Crown de 1997 em Seattle Slew.
Blanco comentou que o poldro multimilionário foi vendido por 425 mil dólares o ano passado e não se esperava que alcançasse agora este valor no leilão anual organizado pela Fasig-Tipton.
 
O poldro de dois anos, com um pedigree modesto em termos gerais (Forestry-Magical Masquerade), vai permanecer nos Estados Unidos e provavelmente participar no Derby em 2007.  
Foram transaccionados cerca de 154 cavalos por 62 mil doláres. O preço médio alcançado neste leilão foi de 200 mil dólares.

Fonte de Pesquisa

domingo, 4 de novembro de 2012

Mais trabalhos

A nossa amiga Alessandra, seguidora do Amantes de Cavalos voltou a enviar mais trabalhos seus que tem realizado ultimamente. 


Faz pinturas através de fotografias tanto em papel como em tecido


Peço desculpa a demora da divulgação dos trabalhos. Não foi por falta de tempo mas sim apenas para não repetir consecutivamente as mesmas publicações. Muito obrigada eu por participar no Blog.

sábado, 3 de novembro de 2012

Cavalo pintor ‘vende’ quadros por 1900€


'Justin' é comparado a Jackson Pollock. O cavalo que pinta já fez a sua primeira exposição este mês. Na cidade de Columbus, no estado de Indiana, nos EUA, ‘Justin’ tem chamado a atenção. Em vez de saltar obstáculos ou galopar, o cavalo ‘Justin’ é pintor. Alguns dos seus quadros chegam a ser vendidas por 1900€.

A dona do cavalo pintor percebeu os dotes do animal quando viu desenhos no chão feitos por ‘Justin’ com um chicote. Depois colocou um pincel e tinta à disposição de ‘Justin’ e, desde então, o animal nunca mais parou de pintar. O cavalo até consegue assinar os quadros, ao colocar a ferradura em cima das telas.