quarta-feira, 1 de maio de 2013

Imagem do mês


Imagem do mês


Domar um cavalo

Domar um cavalo é uma tarefa difícil e requer muita paciência.
A primeira fase da doma é muito delicada. Devemos manter, com o cavalo, os primeiros contactos usando a nossa paciência e atenção. É um erro tentar domar o cavalo com brutalidade. Assim, o cavalo nunca se sentirá seguro com a presença de um ser humano.



Antes de passar à equitação, deve:
  1. Falar com ele calmamente e acaricia-lo, para que o animal ganhe laços com o sujeito.
  2. Quando o cavalo confiar no sujeito, aproxime-se com tranquilidade. Para que a aproximação seja mais fácil, mantenha-o num recinto limitado. Nunca aproximar pela traseira pois o potro pode assustar-se e reagir repentinamente!
  3. Colocar lentamente o cabeção e passar por trás das orelhas, ao mesmo tempo que conversa com ele. Deve deixá-lo observar e cheirar os objetos. Nunca amassar as orelhas ao colocar o cabeção, pois
    pode sentir dor ou irritação (o animal pode ganhar traumas com isso).
  4. Usar voz firme, isto é, no mesmo tom para que o animal não se assuste.
  5. Recompensar o cavalo com carícias no pescoço a cada etapa executada de maneira correta. (Se desobedecer) Não bater no animal, pois só servirá para desorientá-lo.
  6. Parar com a insistência assim que o animal realize o que lhe foi pedido. Ministrar os ensinamentos progressiva e repetidamente.
  7. Não parar a aula no momento que o cavalo errar o exercício. Caso o cavalo não execute o exercício de forma correta, mesmo que depois de algumas tentativas, mude o exercício para um mais fácil e termine a aula. Repetir exageradamente cansa física e mentalmente o potro porque perderá a disposição e o rendimento.
  8. Escolher o material adequado para o cavalo de acordo com a modalidade que praticará (saltos, corridas, marcha...). Não usar embocadura muito forte pois o cavalo ainda é sensível ao uso do mesmo; pode causar feridas na boca.
Sempre que não conseguir realizar uma destas etapas contacte um domador experiente.
ERRO: Não use a violência como doma.